sábado, 23 de maio de 2015

As crianças são capazes?

Há alguns anos atrás despertamos num turbilhão de questionamentos que nos fizeram mudar a nossa forma de conduzir as atividades das crianças da Educação Infantil. Até então, a maior discussão na escola eram os temíveis "trabalhinhos xerocados", ou seja, havia uma "lei" clara ou não, de que não devíamos dar "trabalhos prontos" para as crianças, assim, fotocopiar estava proibido ou, ao menos, limitado... 
E nessa época, dá-lhe Estudos e mais Estudos acerca do Construtivismo e outras ideias afins...
A maioria de nós comprou a sugestão...e, nos tornamos muito criativos também! (hehehe)... Passamos a elaborar mil criações em que as crianças podiam desenhar... Desenhar o todo ou partes de figuras muito lindas que passamos a colar bem centralizadas em folhas ofício ou coloridas, ou até mesmo nos perfeitos cadernos de desenhos de nossos pimpolhos... E era um tal de moldes de vestidinhos, calcas, camisas, cabeças, cabelos, casinhas, maçãs, violinhas, saquinhos de pipoca, camaleões, macaquinhos, pipas, capas vermelhinhas para a Chapeuzinho( ah, esqueci de mencionar, tudo bem recortadinho em lindíssimos papéis coloridos ou estampados)...a maior perfeição! Nossos pulsos e dedos não gostaram da ideia, mas os trabalhinhos ficaram DESLUMBRANTES!
E foi aí que nos veio a fatídica percepção:
Agora, ALÉM de NÃO mais desenhar como antes quando mil desenhos eram dispostos para que as crianças colorissem DENTRO DA LINHA para NÃO ERRAR... agora, olhem só, NÃO podiam mais:
                                   DESENHAR
                                                   PINTAR
                                                             RECORTAR 
                                                                              e COLAR!!
As perfeitinhas crianças sequer podiam escolher a cor de suas próprias roupinhas em seus autorretratos! E eram 25 "pessoinhas" com blusinhas, cabelinhos ou vestidinhos da mesma cor, com manguinhas na mesma posição, centralizadinhos na folha...sim, como numa pequena fábrica em cada sala, em cada jardim de infância, em plena idade das DESCOBERTAS!
Claro, nos sentimos pequenas, injustas e outras coisinhas mais...
 Decidimos mudar, ou, no minimo, tentar muito!
  Os papéis coloridos tornaram sim, os nossos aliados, e junto com eles, o lápis para desenhar, a tesoura e a cola...
 Em meio aos iniciais "NÃO SEI"  e "FAÇA DO SEU JEITO, IMAGINE TAL COISA, VOCÊ CONSEGUE", simmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm... dizemos em cada canto por onde passamos e para quem puder ler ou ouvir, com o maior orgulho:
                                  "SIM, ELES CONSEGUEM!"

                           Eles conseguem escolher a cor, o papel, o tamanho e desenhar QUALQUER coisa, inclusive aquele bicho da história legal que você contou e que VOCÊ "não consegue", porque num passado talvez nem tão distante assim, você foi impedida(o) de tentar, para não "errar" ou para que não estragasse o trabalhinho que sua inesquecível professora queria mostrar como impecável para os seus pais, por na exposição "X", ou sei lá o quê....
Eles podem não conseguir fazer do SEU jeito, como no SEU modelo, mas sim, eles conseguem!
                           Se hoje, você decidir incentivar, MEDIAR,  desafiar positivamente seus alunos eles irão te surpreender, se é que já não o fazem! E isso é uma certeza...passamos por isso incontáveis vezes, a surpresa é sempre inevitável, contagiante, encantadora!
O fato é que AS CRIANÇAS APRENDEM A FAZER FAZENDO! 
E, se você faz por ela certamente ela está deixando de aprender muitas coisas, ops, não, ela está deixando de aprender a fazer as coisas que você faz por ela.
Assim como eu, como você e as crianças da minha, da sua, da nossa sala, todos precisamos tentar, agir para que possamos aprender de fato!
Você não precisa mesmo usar nada pra tirar a dor de tanto você recortar para seus alunos porque eles dão conta sim de fazer seja lá o que for, só que do jeito deles, com a capacidade real deles...se isso for uma rotina em sua prática logo, logo( e é logo mesmo!) eles estarão recortando, colando e CRIANDO artes incríveis, com atenção ao espaço, as formas e com cores deslumbrantes, que nem tinha passado por sua cabeça! E serão tantos planejamentos e estratégias que irão fazer que eles vão tomar gosto pela coisa! E vão te dar sugestões em várias situações!
Enfim, tomara que todas essas coisinhas que estamos dizendo não sejam novidade em sua prática e que possamos trocar muitas "figurinhas" acerca deste assunto...
Mas se ainda não tentou, tente, DESAFIE-SE! E permita-se olhar para as crianções das crianças com um novo OLHAR...o olhar de quem assiste de camarote o desenvolvimento real das crianças nesse aspecto em questão...você perceberá que muitas Linguagens irão desenvolver-se melhor também, que você deixará de ser o(a) professor(a) louca da tesoura, que sempre necessita levar tudo pronto para que seus alunos apenas possam "completar" a SUA arte, a sua ideia...você verá que levar para a sala apenas os papéis em tamanhos adequados para que sejam distribuídos individualmente ou compartilhado em grupinhos será mais que o suficiente, que a tesoura é uma aliada e que a cola é questão de oferecer para que saibam usar(da tampinha ao vidro num pulo!)...
Esperamos que este post tenha sido útil e que vocês possam deixar sua opinião sobre este assunto...depois falaremos mais...
Beijocas Encantadoras de NICE  e da RÔ!



terça-feira, 14 de abril de 2015

Diagnóstico Inicial da Tuma...o que vamos falar?

Mais um ano começando. 
Você já fez o seu relatório de diagnóstico inicial da turminha?
O que é importante falar?
Como retratar esta nova turma e verificar o que será necessário mesmo proporcionar para que se desenvolvam bem neste ano?
Trouxemos uma primeira ideia pra vocês. 

 Relatório Inicial da Turma:

A turma é composta por 21 crianças entre 4 e 5 anos. São 11 meninas e 10 meninos. 9 começam a fazer 6 anos de abril em diante. Os demais fazem 5 anos até 31 de março. 12 já foram alunos da escola no ano anterior. 16 moram nas imediações próximas à escola. E apenas 5 moram mais distantes. 14 crianças são levadas e buscadas  na escola por suas próprias famílias e 7 vão de transporte escolar. No questionário entregue no início do ano, 8 famílias declararam ser Católicas, 7 Evangélicas, 2 Testemunhas de Jeová, 2 Espíritas, 1 cristã e 1 sem religião. Dessas, 4 pediram que para que seus filhos não participassem de nenhuma atividade referente a datas religiosas, como festas de Páscoa, Festa Junina ou festas consideradas pro eles pagãs, como o Carnaval.                                  No início do ano letivo, as crianças tiveram uma adaptação tranquila à nova turma e à nova professora. A integração entre todos demorou um pouco para acontecer e se deu através do uso de jogos e brincadeiras que valorizassem e respeitassem a personalidade e costumes comportamentais de cada um bem como a construção de regras coletivas que facilitem a adaptação e integração de todos.                                                                         De um modo geral, as crianças são independentes e autônomas. Se vestem sozinhas, comem sozinhas, usam o banheiro sozinhas. Apenas umas 3 ainda necessitam de ajuda para fazer essas atividades cotidianas. Aceitam bem o lanche da escola e o repetem na maioria das vezes. Possuem uma boa aparência física e bons hábitos de higiene embora alguns ainda não tenham uma noção completa de seu esquema corporal. O interesse pelos assuntos que envolvem ciências naturais e biológicas despertam o interesse da maioria.
De acordo com a linguagem oral e escrita foi possível perceber que alguns alunos possuem boa oralidade, mas outros têm a oralidade pouco desenvolvida o que deverá ser trabalhado através de atividades específicas. 3 deverão ser observados quanto à pronúncia e a estrutura da fala. Gostam de ouvir e dramatizar histórias. Os desenhos de alguns não são bem estruturados, estes se encontram também na fase da garatuja. Poucos identificam e registram os seus nomes, mesmo com o auxílio da ficha. Poucos também, identificam as letras do alfabeto. Na rotina diária, serão feitas atividades com a finalidade de se trabalhar o nome e o alfabeto.
A linguagem matemática será trabalhada através da rotina com contagens orais diárias de diversos objetos e também com o registro dos numerais. As crianças reconhecem os numerais entre o 5 e o 10. Atividades que favoreçam as noções de tamanho, distância, tempo, quantidade, figuras geométricas,  como o quanto somos, o calendário, a linha do tempo, utilizados na rotina deverão facilitar essa aprendizagem.
O trabalho com a linguagem corporal será beneficiado com brincadeiras e músicas que compreendam os movimentos básicos: correr, saltar, andar, pular, subir etc..., as orientações espaciais: frente/atrás, embaixo/em cima, direita/esquerda e a discriminação das diferentes partes do seu corpo. 4 crianças apresentam uma maior dificuldade em segurar o lápis, o pincel, a tesoura, em traçar e se movimentar. O trabalho com esses, deverá se dar diariamente de maneira lúdica a fim de vencer essa dificuldade.
Na linguagem artística, para que ampliem suas habilidades em geral, deverão ter sua criatividade mais estimulada, através de produções com materiais diversos como tintas, lápis de cor, giz de cera, papéis diversos, sucatas e com diversas técnicas de forma bi e tri dimensionais. A exploração desses materiais favorecerá a aprendizagem das cores, texturas, formas, etc.... Apreciam produzir e assistir produções artísticas como peças histórias, músicas e danças.  
A turma participará de projetos lúdicos e atividades que estimulem a aprendizagem, como:
·         - Hora Alegre: apresentações diversas das crianças  mensalmente
·         -Banho Legal: banho de piscina com participação semanal.
·        - Laboratório:  elaboração de artes e experiências semanalmente
·   - O teatro vem a Escola: dramatizações, contações de histórias semanais com técnicas diversas para as crianças com a participação do corpo docente.
·        - Sala de Leitura: leitura e empréstimo de histórias com participação semanal.
·         Musicalidade e vídeo: músicas e desenhos com participação semanal.
·       -  Parques, Casinhas e Brinquedões: brincadeiras livres diariamente.
·        - Psicomotricidade e jogos: brincadeiras dirigidas e jogos com participação semanal ou diária.
    (citar os projetos/ atividades que tiver em sua escola)

Os responsáveis pelas crianças de um modo geral demonstram envolvimento e interesse pela educação das mesmas, participando das reuniões ou encontros a convite sempre que solicitados, o que será muito importante para o bom desenvolvimento das crianças neste ano letivo.

  ****************
Esperamos que seja útil.
Beijocas animadas da Nice e da Rô!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Eleições no Jardim! Uma incrível história cheia de cidadania!

Com as histórias muitas aprendizagens podem ser  construídas e muitos desafios superados. 
"ELEIÇÕES NO JARDIM" uma história pra lá de especial! 
Com muitos incentivos e mimos  da minha amiga Rô escrevi a minha primeira história "ELEIÇÕES NO JARDIM". Foi divertido e encantador ! O livro ainda não ficou pronto, mas trabalhamos o texto.  A história trata da eleição com muita responsabilidade envolvendo os bichinhos do jardim. 

Além das crianças todos  os funcionários participaram da escolha do bichinho que iria governar o jardim que estava de pernas pro ar.


 Passarinho que não queria voar e nem cantar, minhoca que queria morar nos galhos das árvores... Vejam só que confusão!

 Mas com um bichinho para governar  a confusão não teria lugar!

                                                  
Eram cinco  candidatas: a formiga, a cigarra, a borboleta, a minhoca e a lagarta.
Durante um mês e meio aprendemos muitas curiosidades  sobre as candidatas.



No dia marcado para votação as crianças esperavam com ansiedade para conhecer o bichinho que iria governar aquele jardim. A Borboleta foi a escolhida com muitos votos !  
A emoção e alegria com que as crianças participaram da escolha do bichinho demonstrou mais uma vez que as histórias tem esse poder de envolver e proporcionar aprendizagens tão significativas.
************************************
Em minha escola(Rô) também trabalhamos a história Eleições no Jardim da nova escritora Nice Cardoso!!!
Foi muito legal porque já estava ilustrada!!!
 As crianças vibraram de empolgação com a possibilidade de praticar o ato de votar!
As crianças não podem ter a identidade revelada,
 mas como geralmente gostam de ir pra escola usando fantasias...(acho mega fofo isso!)
 Depois de uma animada conversa sobre Cidadania, eis a hora esperada: Vamos Votar!!!
 Pensa numa hora divertida! Contar os votos! Separamos, classificando, cédula a cédula de cada bichinho para que pudessem visualizar as quantidades! Contamos e registramos!
Adivinha???? A Dona Borboleta também ganhou por aqui, quase empatada com Dona Cigarra que tinha aparecido por estas bandas em meados de maio!
 Estavam ansiosos para desenhar a parte que mais gostaram! 
Amamos de montão!!!
E sabe o que mais percebemos? Esta história pode ser trabalhada em várias oportunidades durante o ano letivo...afinal, exercer a cidadania, a autonomia, colocar a sua opinião e como fazer isso adequadamente é algo que sempre estamos necessitando aprender e relembrar, não é?
Mil beijocas!!!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Vamos ao....Restaurante???!


 Vamos ao Restaurante?
Um alvoroço na sala!
Então, melhor explicar: como era o dia de banho de piscina e esteve um pouco nublado, nem todos iriam para a piscina. Nada melhor para brincarmos de Clube e contar( Quantos Somos) quantos iriam para a piscina e quantos iriam para os jogos!
























Contamos!
Mas antes de irmos para a piscina fomos para o Restaurante Chic da Tia Rô!
Os pratos a serem servidos eram parecidos com a parlendinha: "Arroz, Feijão, Salada e Macarrão!"










Os pratos do cardápio foram dispostos crus em pratos comuns da escola numa mesa retangular.
As crianças fizeram duas filas depois de discutirmos como se comportar em um restaurante( voz e atitudes) e alertamos também para os cuidados básicos com os ingredientes crus! (nada de comer ou colocar em locais impróprios no corpo!)
Eles lembraram ainda do dinheirinho: Puxa vida, eu me esqueci deste detalhe importante!!!!!!!!! Fizemos de conta...ahhhhh.
As crianças ainda deram ideias de pratos, formas de representar a salada: com MASSINHA que estavam dispostas em pedaços dentro de pratos específicos, as crianças modelaram "a carne"(bife, almôdega) e tomates-cerejas!

Cada um montou o seu próprio prato como desejou!
Na entrada da FILA a professora colocou um pouco de "molho"(cola branca) para que os alimentos crus ficassem grudados no prato!
 Analisamos e escrevemos coletivamente os nomes de cada prato, mas alguns ainda escreveram como desejaram!


Enquanto fomos para a piscina e jogos os pratinhos receberam um camada de cola branca por cima pra que os alimentos ficassem mesmo colados!
Ainda acrescentamos um molho vermelho com cola colorida!
E foi assim: uma gostosura de atividade!!!
Estão servidos!
Beijocas de Nice e da Rô!

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Murais...murais...

 Puxa, de repente me dei conta de que não estamos registrando os murais que estamos elaborando!!!
Este ano começou tão louquinho com tantos eventos, não é?
Mas vejamos alguns registros ao longo deste caminho...
Como sempre, com artes das crianças, recortes, colagens de papéis, tecidos, fotografias, guache e uma pitada de prazer e criatividade!
Dia das Mães- Mural da Sala
Festa Junina- Mural da Sala


Mural Dia dos Pais- Coletivo: parte de uma música "Papai, papai! Quero gritar com emoção!"

Mural externo da Turma. Tema livre
Páscoa- Mural da Sala
Arte: preparação para Mural Coletivo externo: Copa Junina
Assim que selecionar outras artes captadas entre as fotografias deste ano, vou postando aqui...
Geralmente(na escola da Rô) fazemos um mural artístico referente à data comemorativa dentro de sala e outro externo, que pode ser coletivo(todas as turmas da escola num mesmo mural) ou individual(uma turma produz um mural com tema em questão ou livre).
Na escola da Nice os murais são fora das salas, cada turma pode expor constantemente as suas produções nos painéis dos corredores...
E na escola de vocês? Como acontece?

domingo, 17 de agosto de 2014

Parlenda: Saci-Pererê

 PARLENDA
Brincar
Cantar
Dramatizar
Identificar as palavras em destaque no cartaz
Identificar uma de cada vez na folha individual para ilustrar e tornar o pequeno texto em enigmático.
 Artes com papéis e desenho livre!
 As crianças se apropriam do texto mais rapidamente e vão compreendendo cada dia mais e melhor a função do texto, da escrita.

Aqui o texto foi levado pronto totalmente pronto para exploração.
Textos trabalhados que ficam expostos levam as crianças à leituras espontâneas, sempre que desejam se aproximam do cartaz e "lêem" passando o dedo nas palavras/ilustrações, tornando-se mais confiantes e estimulados, sem grandes cobranças, o letramento vai sendo vivenciado com ludicidade.

Beijocas travessas de Nice e da Rô

Folclore: Pirulito


 Vamos brincar?
Depois de cantar a música folclórica fizemos o PIRULITO com barbante colorido!
 A proposta era escolher duas cores entre vários pedaços de barbantes coloridos cortados...
 Mas e empolgação foi grande depois de compreender o processo!
Se for feito em folha a parte as possibilidades de explorações aumentam!!!


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Portfólio Musical

 Mais um da série Recordações...este de 2004, dentro do projeto "Brinquedos, Brincadeiras, Pano e Madeira" com o 2º Período.
Trata-se de uma coletânea das músicas trabalhadas em sala com as crianças:
ÁLBUM MUSICAL
Para cada música, a arte de uma das crianças da turma...
Tempos bons!!!!























Beijocas de Nice e da Rô!!!
Até a próxima